Comer e Beber em Cuba

Alguns produtos nos remetem a Cuba quase naturalmente como os charutos cubanos, a Cuba Libre, Mojitos ou Morritos por aqui, Pina Colada e o Room todos estes produtos fazem parte da história da ilha.
Vou comentar cada um deles conforme nossa experiência.

Logo ao término de nosso “ckeck-in” no hotel Meliá Cohibas em Havana, cansados da viagem resolvemos relaxar, sentamos no bar num calor de 28 graus, pedimos um Mojito para provar e refrescar, este aperitivo é feito com:
Água com gás, menta, açúcar, gelo e Rum.

Cuba Libre:
Coca cola e Rum e gelo.

Mojitos de Cuba
Os Mojitos, ou Morritos e a Cuba Libre do Meliá em Havana, Cuba

 

Pina colada:
Agua de coco natural (batido no liquidificador, que fica como um creme)
Abacaxi batido .
Rum, gelo e açúcar.
Atenção:
Ao optar em pedir uma Pina Colada verifique se os produtos são naturais, muitas vezes estes são feitos com xaropes e não são bons, na minha opinião .

Pina Colada

Para acompanhar pedimos o tradicional Sandwich com pão caseiro na chapa e crocante com carne, confesso que estava uma delicia e quentinho não poderíamos ter tido uma experiencia melhor .

Piña Colada em Cuba

Os drinks da ilha são geralmente gelados e refrescantes pelo calor intenso eles caem muito bem.
Mas, cuidado, apesar de parecerem refrescos, são extremamente fortes (alcoólicos) e sobem rapidamente .
O Rum foi introduzido na ilha no século 19 com a cana de açúcar, como toda boa bebida tem seus segredos e é preciso conhecê-los, conforme o envelhecimento adquirem perfeitos balanços e harmonia entre aroma e sabor, com teor alcoólico elevado.
Na cidade de Cardenas (próximo a Varadero é possível uma visitar o Museo do Rum e realizar uma degustação) .

Geralmente em todos os bares e restaurantes tem o rum como bebida principal, nos bares mais populares esta é a única bebida alcoólica além da cerveja.

Cerveja Presidente Pilsener

As duas cervejas mais tomadas sao as Presidente Pilsen e a Crystal Cubana.

Entrega de cerveja Crystal, Cuba

O café é um produto gastronômico importante e em todos o lugares que fomos o café é muito bom e sempre muito forte, durante nossa estada em Cuba, passei a tomar cafe sem açúcar afim de saboreá-lo, tirando o máximo do sabor e aroma.

OS FAMOSOS CHARUTOS CUBANOS

Todas estas bebidas fazem parte da degustação dos charutos.
Os charutos cubanos são conhecidos em todo o mundo como sendo os melhores do mundo, sua complexidade é enorme.
A principio sua diferenciação é devido ao “Terroir”,  e clima exclusivo e posteriormente a técnica de fabricação.
Os preços variam de acordo com a marca, tamanho, espessura, ano de fabricação.
Os charutos são como os vinhos, é preciso conhecer, estudar, e acima de tudo, provar.
O tamanho e espessura definem o tempo que o consumidor terá para degustá-lo, já que não é recomendado apagá-lo e posteriormente ascendê-lo para continuar fumando.

Esta pratica requer conhecimento e pesquisa, iniciando com a degustação visual, tatil, e de paladar, se posso assim dizer.
Foi em Cuba que introduziu a beleza das embalagens e rótulos aos charutos.
Em Havana visitamos a cooperativa no centro da cidade dentro do artesanato, a loja é linda todos que la trabalham sao especialistas no assunto e fazem questão em ajuda-lo e oferecer o melhor.
Foi aqui que entrei em uma cava para charutos pela primeira vez .

Valéria Foz na Cava que armazena os charutos

Os charutos precisam ser armazenados em temperatura e umidade especial por isto a cava que os armazenam como se numa caixa forte.
Para quem não tem um estoque tão grande de charutos, existem as caixas revestidas de madeira bálsamo com indicador de umidade e temperatura.
Para os que não querem se arriscar tanto existe as cigarrilhas mais delicadas, feitas com apenas 1 folha de fumo e com qualidade excepcional e com certa complexidade .
O mundo dos charutos realmente é encantador e curioso, mas saiba que para ingressar é bom estar consciente de que não é um habito barato.

Cigarrilhas Cubanas
Cigarrilhas Cubanas

A gastronomia cubana tem muitas influências, e sendo uma ilha, claro que os peixes tem forte presença, a lagosta é de ótima qualidade, o caranguejo, que nas regiões de pântanos são vistos em todos os lugares, chegando a ser um problema nas rodovias onde saem andando em grande de quantidade.
O crocodilo que é criado, e faz parte da gastronomia, o porco, a galinha, carne de vaca, todos estes pratos seguem acompanhados de arroz com feijão e uma salada , chamada gastronomia “Criola”.
Os restaurantes privados chamados “PALADARES”, com certeza servem, e cada um tem seu sabor especial.
Nos povoados menores, os Paladares são muito simples com “comida ótima”.
Em Havana existe uma variedade enorme de Paladares.

Um dos “Paladares” em Havana, Cuba.

Em Cuba hoje encontra-se restaurantes internacionais.
Em parques, existem os trailers de comidas que dizem ser muito bons e saborosos, além de baratos.

As fotos são uma seleção da gastronomia Criola em Cuba.

Banana Chips tradição nos pratos cubanos

As frutas são as tropicais, como banana, abacaxi, melão, coco.

Valéria Foz direto de Havana, Cuba.
Junho/Julho de 2018