Hong Kong parte 3

Colocação da mesa.

Descobrimos a etiqueta a mesa aos poucos, observando e concluímos que os pratos são colocados no centro da mesa que geralmente é giratória e todos vão comendo em conjunto.

27 /12

Na manhã seguinte pegamos o metro, como é o normal  os locais  abarrotados  de gente e super organizados que permite ao visitante não errar  e sentir-se seguro. Claro que é preciso saber  o mínimo da direção  e mapa  da cidade e do Inglês .

Chegamos a um local diferenciado, supomos que seria bairro onde habitam as pessoas de poder aquisitivo melhor, iniciando pela galeria de arte de um nível superior e em uma localização melhor,as obras  esculturas , de formas arrendadas e  outras com formas que lembram aves, realmente lindas.

 

Infelizmente era domingo e pudemos entrar e ter maiores informações sobre elas. Entramos em um grande shopping,  observamos ser freqüentados por pessoas de alto poder aquisitivos , não havia uma só loja que não fosse de grife  os restaurantes e a arquitetura elegantes e elaboradas  a decoração de natal maravilhosa , bem diferente do sendo de Hong Kong.

Mesmo com  valor financeiro de grifes ,os valores era 3x menor que a no Brasil

Para as refeições  elegantes restaurantes .

Subimos mais um piso e atravessamos  a rua internamente e saímos em uma loja exclusiva da Armani dividida em casa , flores , cozinhas , moveis , vestuário , jóias.

Boutique Giorgio Armani Hong Kong
c|o Armani/Chater House
c | o Armani / Casa Chater
11, Chater Road, Central 11, Chater Road, Central
Hong Kong, SAR Hong Kong, SAR

Voltamos tomamos um drink no bar do Hotel e fomos dormir para nos preparar para o embarque desta manhã  para Bali .

Os pés do  Marinheiro do barco.

A vida no porto.

 

Pagode do Porto.

 

Cuidado com as arvores.

Esta foi a segunda vez que estivemos em Hong Kong, sentimos uma imensa diferença , novos túneis, novas estradas .

Tudo muito mais moderno que antes.

È bom voltar aos lugares.

Print Friendly, PDF & Email