Linchburg – Tennessee

Nossa viagem foi de aproximadamente duas horas, muito agradáveis.

Enfim, chegamos na fazenda do Sr. Jack, onde desde 1866 está a única fábrica do Jack Daniel’s, é de se admirar que só esta fábrica abasteça o mundo todo com o inconfundível sabor, as vezes defumado, as vezes de flor (para o meu paladar).
Como já se aproximava da hora do almoço, as muito treinadas e educadas recepcionistas nos sugeriram ir almoçar e depois realizar a visita. Qual a surpresa? O restaurante Bobo’s, no centro da pequena e encantadora cidade de Lynchburg. 
A cidade é uma história a parte, mantida tal e qual cem anos atrás, verdadeiramente uma cidadezinha do velho oeste.
Chegamos ao restaurante e fomos recebidos por uma simpática senhora, como se estivéssemos sendo recebidos em sua casa. Ela nos conduziu até uma sala onde havia mais gente aguardando, durante todo o tempo ela tentava travar uma amigável conversa entre as pessoas. Ficamos ali, até que um pequeno sino tocou e fomos convidados a subir as escadas onde havia várias salas com mesas enormes, de 10, 12 e 20 pessoas, em cada sala e em cada mesa estava outra senhorinha muito educada e culta, era a hostess da mesa, que gentilmente nos indicou o lugar para sentar. Enquanto ela se apresentava, os pratos iam chegando dentro de vasilhas parecidas com a casa da vovó, uma delícia.
O menu foi: feijão, arroz de forno com couve flor, quiabo frito, milho cozido, pão de milho, molho de pimenta, carne de porco com molho branco. Este menu é o mesmo de cem anos atrás, gastronomia das fazenda do Tennessee.
Durante o almoço nossa hostess foi criando uma conversa entre amigos, onde se falou de vários assuntos. Uma deliciosa surpresa.
Depois soubemos que a Sra. Miss Mary era sobrinha do Sr. Jack, e em algum momento de sua vida precisou vender o restaurante que atendia os viajantes, foi então que ele conseguiu readquiri-lo, entregando para ela novamente e pedindo que sua tradição fosse mantida. E é assim até hoje.
De lá passamos na loja do Jack Daniel’s, pois na fábrica não se vende bebidas, e a loja é mantida no mesmo estilo dos tempos de jack  com mil opções de souvenirs, é encantadora.

DICA: Voltamos para a fábrica e solicitamos um tour com degustação, é preciso ficar atento a esse detalhe, pois a maioria dos tours são sem este prazer.
DICA: Pedimos um folheto explicativo e nova surpresa: há um em português, que esclarece todo o trabalho em palavras poéticas, como:
“Bem vindo à casa da destilaria Jack Daniel.
Esperamos que não tenha sido muito difícil chegar aqui. Como a destilaria fica afastada da estrada principal, nas colinas do Tennessee, pode ser difícil encontra-la. Assim como paz de espírito e orgulho de um trabalho bem feito. Isso também é bem difícil de encontrar, mas constante e imutável sempre encontramos uma forma de atrair as pessoas”. Jack Daniel.

Seu casarão fica em frente ao riacho Mulberry, alimentado pela fonte e foi a partir daí que o Sr. Jasper Newton Jack Daniel iniciou seu ofício. Para um bom whisky é preciso uma boa água.

 

Print Friendly, PDF & Email