Praga – República Checa

26 de agosto 2013

Viemos de Dresden e tínhamos o Valdofone da Alemanha, ligo na fronteira, ficamos sem internet, e agora?

Lua de Mel em PragaParamos em um posto, abrimos o mapa, decoramos o trajeto, e por incrível que pareça chegamos certinho ao hotel Le Palais Prague, da rede The Leading Hotels.

O hotel é um verdadeiro palácio, serviço impecável.

Lembrando que nossas reservas eram para Lua de Mel veja que lindo nos deixaram.
Le Palais Praga

O problema desta época é que os ares-condicionados apenas resfriam os apartamentos e a cama continua arrumada como se fosse inverno, com edredons poderosos, aí morremos de calor; a solução é abrir as janelas para esfriar o quarto.

Mesmo no verão o clima é bastante frio.

Deixamos as malas e saímos imediatamente, fomos andando até a vila velha e chegamos à Ponte de Carlos, uma das mais antigas da Europa. Destaca-se pelas inúmeras esculturas que a decoram. Dela é possível ver as cúpulas e o rio, a cidade é incrivelmente colorida como se tivesse sido pintada hoje.

Praga é conhecida como “a cidade das cem cúpulas”.
Praga Cidade das 100 cúpulas

DICA:
Para voltar ao hotel resolvemos pegar o bonde, que é muito mais prático, limpo e barato. Compra-se o ticket na máquina ao lado do ponto, pagando por dia ou para meia hora, o valor é de aproximadamente RU 3,00- dentro do período comprado, você pode pegar qualquer bonde, para qualquer lugar. Na verdade, é melhor andar de bonde que de carro, pois os estacionamentos são caríssimos, RU 30,00 e  a noite, e não há lugar para estacionar. O importante é validar o bilhete assim que entrar no bonde, porque pode passar algum fiscal, e se você não tiver validado, com certeza terá problemas.

27 de agosto de 2013
Marcamos o carro do hotel, uma Mercedes que nos levaria e buscaria nas horas combinadas, em pontos determinados.( serviço especial desta categoria de Hoteis).
O objetivo era fazer o Tour de Prague, que inclui um passeio a pé, de barco, e de ônibus, com almoço e bebida inclusa.
Os tours são identificados pelas cores dos guardas-chuvas dos guias,, os guardas- chuvas de amarelo são os tours pagos e os vermelhos alguns pagos e alguns free. Eles são importantes e estão à disposição o dia todo, por toda a cidade, pois não vale andar e fotografar sem saber o que está vendo.

Praça Venceslau é o local de encontro do passeio, e nela está o Museu Nacional, que fica em um edifício neorrenascentista, maravilhoso e enorme. A estátua de São Venceslau também é emblemática, e a praça é e foi palco de inúmeros festejos e manifestações da história checa. Por exemplo: quando em 1919 os Habsburgo perdem a dinastia checa e é proclamada a República, esta vitória foi festejada na Praça Venceslau. Logo abaixo da estátua de São Venceslau está o túmulo de Jan Palach, estudante de filosofia, que 50 anos depois se revoltou contra a falta de resistência à invasão soviética e ateou fogo em si mesmo como forma de protesto- nesse momento milhares de pessoas se reuniram no local e se iniciou o processo de separação da União Soviética, a Revolução de Veludo.

Praça Venceslaus em Praga

Em toda a praça existem edifícios barrocos e neoclássicos, todos coloridos e diferentes. Existe um projeto para transformar a praça em um lugar apenas para pedestres, árvores e flores.

Grand Hotel Europa também é uma das atrações da praça, o hotel em estilo Art Nouveau é um dos mais famosos da cidade, nele foram gravados alguns filmes, como “Missão Impossível” com o Tom Cruise. No térreo fica o também famoso Café Europa, maravilhoso e muito recomendado.

Praga Grande Hotel Europa

Logo em frente existe uma importante obra arquitetônica, com afrescos bizantinos, mas hoje em dia, mesmo com o comércio no térreo, tudo se mantém conversado como na época em que foi projetado.

Praga edificios da Praça Venceslau

No final da praça começa a cidade velha, e logo à direita fica a Igreja Maria Teresa.Tambem o
Pálacio da coroa onde inicia-se o comercio de Praga.

As construções estavam destruídas na época do socialismo, mas hoje estão quase todas restauradas. Entrando na cidade velha veem-se pequenas ruas irregulares, feitas na época para carruagens e cavalos, e hoje usadas por turistas.

Os edifícios são da época medieval, possuem, porém, um estilo leve e com existência de cor, diferente do medieval que estamos acostumados a ver em outros países.

Na Praça da Cidade Velha está a Catedral Týn, com estilo gótico e a Torre do Relógio Astronômico, denominado Relógio, e que funciona até hoje, ornamentado com várias esculturas e símbolos, cada um com seu significado na época.

Praga Praça do Relogio 1 2
Hoje os casamentos acontecem neste local, antes do início o inverno.
Ao funda a igreja de Madonna.
Via Parizská, logo em frente está a rua mais cara e elegante de Praga, com lojas como Dior e Boss, que estão em um dos prédios mais importantes, em estilo neo renascentista.

Praga Praça do Relogio 1 3
No final da via está o rio Rio Moldava e nosso barco.
A cerveja é considerada a melhor da Europa e os checos bebem cerca de 160 litros por ano, por pessoa!
Existe muita variedade de cervejas, e elas são servidas de duas maneiras: meio litro, chamado velké (cerveja grande) ou em copos de 330 ml, chamado malé (cerveja pequena).
A economia gira em torno da indústria mecânica, e também deve se considerar a indústria metalúrgica e a de cristais.
A comunidade hebraica é muito importante, sobretudo na constituição da Cidade Velha. O cemitério hebraico é da época gótica, sendo o mais antigo da Europa. O escritor Franz Kafka está enterrado nele.
As mesquitas são uma medieval e outra barroca.
DICA:Mais adiante está um pequeno Museu de Kafka, que viveu e morreu em Praga, e às margens do Rio Moldava, embaixo da ponte Carlos, existe um Museu enorme, também sobre o Kafka (é possível conseguir visita guiada nesse museu).

A primeira faculdade da Europa Central é em estilo gótico.
Almoçamos, pedimos o tradicional gulás, bolinha de carne no molho de tomate e fatias de miolos de pão, que é delicioso.
Voltamos para a praça do relógio, onde de hora em hora centenas de turistas esperam que o relógio toque para ver as esculturas que se movem.
Continuamos pelo mesmo caminho que fizemos ontem, passamos sobre a Ponte Carlos, pegamos o bonde e subimos até o castelo de Praga, enorme e com várias construções barrocas, toscanas e outras, onde desde o século IX está centralizado o poder político e religioso da República Tcheca.

Desde 01 de janeiro de 1993 o país se divide em decisão parlamentar: República Tcheca e Eslovaca.
A República Tcheca aderiu à Otan em 1999 e à União Européia em 2004, porém a moeda manteve-se.
A maior parte da comunidade é católica romana. Tendo importância a comunidade hebraica. Durante a Segunda Guerra 80.000 judeus foram mortos, incluindo crianças que eram mantidas em creches, onde numa história “ de faz de conta eram livres.

Mozart e sua música, com o declínio de Viena, mudam-se para Praga.
E foi em Praga que ele deu seu primeiro concerto em benefício próprio, dizem ter sido esse o dia mais feliz de sua vida. O concerto foi apresentado na Ópera de Praga.

Este dia foi repleto de informações, pensamos que vimos muita coisa, mas Praga é daquelas cidades onde se vive uma vida, e a cada dia descobre-se algo novo, cada edifício e cada local contam uma história diferente e fascinante.

Viemos para o Hotel, fizemos pique nique e dormimos. Esta noite dormimos melhor, pois nossa janela dá para um pátio interno calmo e silencioso, então pudemos ficar com as janelas abertas sentindo o friozinho da noite.

Acordados pelas crianças que lá brincavam.
(clique na foto para ampliar)


28 de agosto de 2013.

Tomamos um café, pedimos o carro e descemos para a cidade, em direção ao Hotel Europa, depois fomos até a Parizska, sentamos na praça do relógio e lá ficamos.
Pedimos uma salsicha com chucrutes e uma cerveja. Experimentamos também o tradicional trdelník, uma massinha enrolada, assada e passada no açúcar ou no chocolate, com açúcar é o mais comum, e tem deles em toda parte.
DICA:Saímos de lá e entramos em uma massagem Thai, que tem pela cidade toda, foi uma boa experiência- constatamos que a massagem é ótima, e é realmente feita por tailandesas e mais barato que nos hotéis. Depois disso voltamos ao hotel para descansar um pouco.
(Revisão do texto: Eleonora Minhós Branco)
Confira a galeria de imagens:

IMG_8554

Print Friendly, PDF & Email