Sedona

Dia 28/01/14

 

Repetimos a manhã anterior. Fizemos uma pequena mala e saímos com destino a Sedona. São mais ou menos 400 kms de distância, mas o que importa? Foi numa consulta com nosso amigo oftalmologista que fiquei sabendo sobre Sedona. Cheguei em casa, pesquisei e fiz nossa reserva, por meio do Vivaldo, pois a indicação seria para chegar com a reserva pronta, já que a cidade recebe, por ano, 3,5 milhões de turistas do mundo inteiro.

Soube também que Sedona, no Arizona, famosa por seus Ovnis, Vnis, anjos, alienígenas, tufões curativos, meditações e sua incrível energia, ficava envolta a uma natureza fantástica e era terra dos índios, tudo completamente diferente de Las Vegas. É tudo que amamos.

Na estrada logo ao passar a ponte da represa encontramos alguns índios vendendo suas mercadorias. Conversei com a índia Silvia que me contou que mora em Vegas para comercializar seus produtos e que existe um vilarejo chamado Page, que pode ser visitado e lá se encontram algumas tradições. Fiquei louca para ir. A estrada é uma fantasia: cada curva uma visão completamente diferente, mudam-se a paisagem, vegetação, as condições de tráfego. As estradas, mesmo estando num deserto e em terras indígenas são fantásticas.

DICA: Aproveite os postos de abastecimento para colocar combustível, pois são poucos e distantes um dos outros. São muito bem equipados. Fizemos a viagem abismados com tanta beleza. Tiramos muitas fotos em todos os ângulos. Levei algumas frutas e foram nossa refeição, pois não havia lugar para comer, exceto os postos com lanches e salgadinhos. Todos os postos têm produtos indígenas lindos e praticam os mesmos preços.

 

Passamos por algumas cidades como Willians, Flagstaf e Camp Verde. Não paramos, mas são cidades com interesse turístico com estrutura para o que precisar. Aos poucos fomos descobrindo porque esse lugar é tão espetacular. Após um longo deserto, de um momento para outro começamos a ver pinheiro e neve, como se estivéssemos na Suíça. É incrível.

Após subir muitos metros, começamos a descer numa paisagem indescritível, emocionante e fantástica, com riachos empedrados, chalés e pequenos bares, tipo faroeste. Fomos descendo e vendo cada lugar mais incrível que o outro, até aparecer as muralhas de pedras e rochas vermelhas, amarelas, em várias formas, realmente uma paisagem fantástica. Fomos parando, fotografando e filmando. O desejo era enviar tudo para todas as pessoas que amamos.

Chegamos num vilarejo, no meio das rochas vermelhas no final do dia, horário perfeito, pois o reflexo vermelho do sol batendo nas rochas, também vermelhas, torna-se tudo assustadoramente divino. O pequeno vilarejo, em estilo mexicano, é um primor. A vila se confunde com a natureza, onde todas as residências são pintadas de verde ou terracorta. O hotel em que ficamos é o Poco Diablo Resort, que lembra um pouco o Hotel Fazenda Foz do Marinheiro, impecável dentro de um campo de golfe com vistas para a muralha.

Deixamos nossas roupas e saímos. Fomos a Chapel of the Holy Cross (capela encrostada nas muralhas vermelhas), a Oak Greek Country Club (onde tem outra vista incrível) e ao Caffe Pot Rock. Com a maravilha vermelha e a ajuda do por do Sol tudo era pura emoção. Paramos na vila. Fui ver os produtos da região, enquanto que o Wilson me esperava no bar ao lado, onde tivemos o prazer de experimentar caquitos fritos. São deliciosos. Os caquitos são produtos naturais de região desértica.

Voltamos para casa e no restaurante do hotel pedimos um carneiro com cerejas, combinação perfeita.

O silêncio e a energia são, para mim, uma grande emoção. Dizem que Sedona é um local:

  • onde as pessoas se cumprimentam perguntando “Como está sua energia hoje?”
  • de cura, onde milhares de pessoas deixam tudo para estar lá.
  • onde a experiência com alienígenas, dizem ser real
  • onde a espiritualidade existe em tudo e em todos
  • onde a meditação transcende
  • onde a paisagem fala
  • onde a emoção transborda
  • de riquezas que merece ser visitado e mais preservado, já que a Câmara de Comércio, que organiza, estimula e divulga o local com recursos do consumo dos visitantes. Uma consciência que se ver a olho nu.

 

Vários pesquisadores acreditam que Sedona é única, com seus locais de meditação fortalecidos pelos tufões que causam vários efeitos aos visitantes. Por sua reputação mundial de uma região de cura, muitos centros espirituais estabeleceram-se por lá. A região também tem um alto índice de atividade paranormal.

Em Sedona, são realizadas observações regulares de Óvnis com resultados fascinantes. Há vários sites dedicados à comunicação com uma raça alienígena que, supostamente, usa a área como um portal. Algumas pessoas afirmam ter fotografado seres usando o portal. O local também é famoso por suas fotografias e visões de anjo. Curandeiros e visitantes afirmam ter encontrado energia angelical na região. As fotografias de anjos normalmente são consideradas como efeitos atmosféricos ou simples fraudes.
Uma investigação séria sobre a região e sua atividade paranormal ainda está para ser realizada.

 

Sedona oferece passeios para todos os gostos e a quem curte a natureza, como:

 

  • Passeio pelas montanhas vermelhas em várias opções:
    • Passeios de Jeep – Pink Jeep Tours
      +1 928-282-5000.
    • Sedona Jeep Tours
      +1 928-204-1973
    • Redrockjeep.com
      tel:+1 20928-282-6656
    • Arizona Helicopter Adventures
      1200 Airport Road
    • Canoagem, cavalos, degustação e outros
      sedonaadventure.com
      928-204—6440
    • Motos e Quadreciclos.
      azatvfun.com
      800.242-6335
    • Aliens, etc
      www.adaynthewest.com
      (928)282-4320
    • Cavalos
      928–300-64-66
    • thailhorseadventures.com
      1-866-95 trail
    • Balão.
      Rad rock Balloon Adventure
      928-284-00-40
    • Cavernas
      928-422-3223
    • Safari
      928-282-30-12
    • Animais
      928-769-18-00
    • Degustação de vinhos.
      928-203-45-00.

 

Essas indicações são para facilitar aos futuros visitantes de Sedona. Não conheço nenhum. Meu conselho é que contrate uma agência de turismo para estar mais seguro.