Termas de Ibirá e Ibirá

Estância Hidromineral com águas curativas.

Termas de Ibirá com águas que curam doenças

Ibirá é uma pequena cidade localizada no Centro-Oeste do estado. Hoje, é considerada Estância Hidromineral, com potencial para ser o centro turístico da região oeste do estado, pois contém suas águas de Vanádicas, que comprovadamente curam algumas doenças de pele e até de espírito com a paz encontrada no local.

Esta cura se iniciou com os índios por volta de 1770. Eles curavam suas doenças banhando-se nas águas de Ibirá.

Durante minha visita, estive no balneário recém-construído e que parece estar em reforma. Futuramente, haverá um restaurante com vista para o lago.Thermas de Ibirá e Ibirá – Blog Valéria Foz

No balneário, aberto ao público, pode-se fazer massagens e banhos. O espaço possibilita algumas atividades agendadas e outras atividades oferecidas gratuitamente ao público.

O balneário está em um parque cuidadosamente ajardinado com lagos, pedalinhos, passeios, trilhas… Tudo muito agradável e pacificador.Thermas de Ibirá e Ibirá – Blog Valéria FozThermas de Ibirá e Ibirá – Blog Valéria Foz

No antigo balneário, existem as cinco fontes com diferentes tipos de água. O antigo balneário está fechado em reforma e será de grande valia para a memória histórica da região.

A cidade conta com alguns hotéis e pousadas. É pequena, um lugar de paz.

A grande tristeza foi visitar o Grande Hotel, onde há 20 anos tive o prazer de hospedar-me com certo glamour.

Apesar de relembrarmos as antigas hospedagens, brilhantes e clamorosas, feitas pelo meu marido em sua infância (1950), hoje encontramos o hotel em ruínas. Mesmo com tamanha tristeza, a visita foi incrível. Vimos uma obra de arquitetura rica e que merece ser revista.Thermas de Ibirá e Ibirá – Blog Valéria FozThermas de Ibirá e Ibirá – Blog Valéria Foz

Thermas de Ibirá e Ibirá – Blog Valéria FozThermas de Ibirá e Ibirá – Blog Valéria FozThermas de Ibirá e Ibirá – Blog Valéria FozThermas de Ibirá e Ibirá – Blog Valéria FozThermas de Ibirá e Ibirá – Blog Valéria Foz

A denominação “Ibirá” é originária da língua tupi-guarani (IBIR) e traduz-se como “fibra” ou “embira” ou “envira”, retirada da casca de certas árvores, abundantes no território, que os índios utilizavam para tecer seus utensílios.

Ibirá foi uma doação de Dom Pedro II, o imperador, a Antônio Bernardino de Seixas e seus filhos (1878-1880), portanto faz parte da história do Brasil.

Quase colada uma a outra, está Ibirá e Termas de Ibirá. Chegamos a Ibirá às vésperas do Natal.
A praça está decorada encantadoramente. Imagino que, durante as noites, as pessoas saiam para apreciação desta decoração e suas luzes.

A igreja da matriz é linda. Na praça, existe um restaurante que, com o calor da região, faz sucesso.
Ao redor da praça, no comércio, há doceira, barbearia e até mesmo um jazz como os antigos bares ingleses.Thermas de Ibirá e Ibirá – Blog Valéria FozThermas de Ibirá e Ibirá – Blog Valéria Foz

Esperamos que Ibirá ainda seja um centro do turismo do oeste paulista.